Comparando generators com objetos Iterator

A principal vantagem dos generators é a sua simplicidade. Muito menos código clichê tem de ser reescrito em comparação com a implementação de uma classe Iterator, e o código geralmente é muito mais legível. Por exemplo, a seguinte função e classe são equivalentes:

<?php
function getLinesFromFile($fileName) {
    if (!
$fileHandle fopen($fileName'r')) {
        return;
    }

    while (
false !== $line fgets($fileHandle)) {
        
yield $line;
    }

    
fclose($fileHandle);
}

// versus...

class LineIterator implements Iterator {
    protected 
$fileHandle;

    protected 
$line;
    protected 
$i;

    public function 
__construct($fileName) {
        if (!
$this->fileHandle fopen($fileName'r')) {
            throw new 
RuntimeException('Couldn\'t open file "' $fileName '"');
        }
    }

    public function 
rewind() {
        
fseek($this->fileHandle0);
        
$this->line fgets($this->fileHandle);
        
$this->0;
    }

    public function 
valid() {
        return 
false !== $this->line;
    }

    public function 
current() {
        return 
$this->line;
    }

    public function 
key() {
        return 
$this->i;
    }

    public function 
next() {
        if (
false !== $this->line) {
            
$this->line fgets($this->fileHandle);
            
$this->i++;
        }
    }

    public function 
__destruct() {
        
fclose($this->fileHandle);
    }
}
?>

No entanto essa flexibilidade tem um custo: os generators somente movem-se para frente e não podem ser rebobinados após a iteração ter sido iniciada. Isso também significa que o generator não pode ser iterado múltiplas vezes: o generator precisará ser reconstruído chamando a função generator novamente.

add a note add a note

User Contributed Notes

There are no user contributed notes for this page.
To Top